Buscar
  • Alvor FM

Sons de Vez de regresso aos palcos para celebrar 20 anos


Moonspell, Dino D'Santiago, PAUS, Club Makumba e Tarantula são alguns dos artistas que irão celebrar os 20 anos do Festival Sons de Vez, naquela que é uma das mais antigas mostras de música portuguesa do país. Esta edição comemorativa e verdadeiramente histórica, que decorre todos os sábados de 5 de Fevereiro a 26 de Março, coloca no palco da Casa das Artes em Arcos de Valdevez, nomes consagrados e emergentes numa festa que assinala o regresso aos palcos depois de duas edições interrompidas pela pandemia.

Foram 2 anos seguidos em que o primeiro festival do ano foi afetado pela pandemia. 2022 não só é o ano em que o Festival Sons de Vez está de volta aos palcos a todo o vapor, mas também assinala a celebração de 20 anos do festival da Casa das Artes, em Arcos de Valdevez. "Mais uma vez por imperativos da situação pandémica, também em 2021 o Sons conheceu a não materialização em palco dos projetos, pelo que a esperança de concretização do evento para esta edição 2022, celebrativa da marca de 20 anos do Festival, assume um particular entusiasmo para a organização e para todos os projetos musicais envolvidos." conta Nuno Soares, Director do Festival.

Esta edição de celebração de duas décadas do festival, coloca no palco arcuense 12 projetos musicais de profunda heterogeneidade. Também em jeito de comemoração, os Moonspell celebram 30 anos e abrem as portas do festival deste ano com a "The Greater Tour" no dia 5 de fevereiro, num regresso muito esperado onde deixaram o saudosismo em banho-maria desde 2007.

Na segunda noite, a 12 de fevereiro, há dose dupla de atuações. A primeira é com os The Twist Connection, influenciados por uma série de estéticas do séc. XX que entraram pelo novo milénio adentro, dos 50 ́s ao Punk. A segunda com os Club Makumba, um dos mais recentes projetos musicais da cena cultural atual. Teve origem na parceria criada entre Tó Trips (Dead Combo, Lulu Blind, entre outros) e João Doce (Wraygunn), a que se juntam agora Gonçalo Prazeres e Gonçalo Leonardo. Uma viagem pelas sonoridades do Mediterrâneo e pela África imaginada, para uma música sem preconceitos e sem fronteiras.

No fim-de-semana seguinte, a 19 de Fevereiro, o palco fica entregue a uma das vozes mais quentes de Portugal. Dino D'Santiago é hoje a expressão da mistura e nome incontornável da música portuguesa da actualidade. Trabalha a tradição cabo-verdiana com o peso contemporâneo da electrónica global, e é com "Badiu", o seu último álbum, que se apresenta nos Arcos de Valdevez para uma noite que será seguramente de muita dança e energia contagiante.

A 26 de Fevereiro atuação dupla com Kiko & The Blues Refugees, um supergrupo formado por músicos experientes e conceituados do panorama nacional, que fazem do Blues um ponto de partida para o cruzamento com diferentes estilos e que neste espectáculo têm a companhia do amigo BJ Cole. Ainda Rui Fernandes 4TT, um trio de músicos composto por Pedro Neves no piano, Miguel Ângelo no contrabaixo e Ricardo Coelho nas percussões que explora timbres, técnicas, acordes e arpejos construindo, em cada música, uma variedade enorme e surpreendente de momentos musicais.

Cabe a Noble, nome pelo qual assina Pedro Fidalgo na música, as honras de abertura da primeira data de Março do Festival Sons de Vez. Para este espectáculo intimista, o músico propõe uma viagem por aquele que será o seu novo disco, trazendo a palco Gabriela, uma cantora, autora e multi-instrumentalista portuense que acaba de lançar o single "Seguir sem ti". A noite segue com o regresso da formação original dos Fingertips, para comemorar 15 anos do lançamento do primeiro álbum de originais da banda, "All Bout Smoke 'N Mirrors".

12 de Março é o fim de semana dedicado ao Indie Rock nacional, com Plastica a relembrar os grandes clássicos do Rock Psicadélico e apresentar temas inéditos do repertório e ainda com The Happy Mess, um dos projetos mais acarinhados da Indie Pop em Portugal que editou o ano passado, e pela primeira vez, um disco inteiramente em língua portuguesa com uma série de convidados especiais.

No penúltimo fim-de-semana, a 19 de Março, Tarantula, pais do Heavy Metal Nacional lado a lado com os arcoenses Nó Cego que quebram um interregno de 10 anos sem tocar.

A 20ª Edição do Festival Sons de Vez fecha com os repetentes PAUS e a apresentação do seu mais recente disco "YESS", onde o pulso de Lisboa se junta ao peso do rock a que tão bem nos habituaram, numa finesse desavergonhada.

Para além de todos os inesquecíveis concertos, e conforme vem acontecendo todos os anos, estará no Foyer do Auditório da Casa das Artes de Arcos de Valdevez uma exposição fotográfica com a compilação dos momentos de referência destes 20 anos do festival, numa verdadeira "enciclopédia visual" da melhor música nacional. Assinalando igualmente a data, e em parceria com o Cineclube de Arcos de Valdevez, serão exibidos 4 documentários nacionais sobre música e músicos portugueses.

Os bilhetes para a 20ª Edição do Festival Sons de Vez ficam disponíveis para compra, como sempre, na semana antecedente a cada espetáculo, via telefone, pelo numero da casa das Artes 258 520 520. Os preços variam entre 6 e 15€.

(C)MEDIAsounds