top of page
Buscar
  • Foto do escritorAlvor FM

Slow J, Mariza e Teto são as primeiras confirmações do Festival Mar Me Quer 2024




A terceira edição do Festival Mar Me Quer está de regresso ao cenário idílico da zona ribeirinha de Portimão, já nos próximos dias 08, 09 e 10 de agosto e revela os três primeiros artistas do cartaz: Slow J, Mariza e Teto.

Depois de duas edições de sucesso absoluto, pela mão das promotoras Domingo no Mundo e a Music Mov, a zona ribeirinha de Portimão volta a ser o epicentro de três dias intensos de celebração musical e de grande consciencialização ambiental, de promoção da sustentabilidade através da cultura e da música. O primeiro lote de bilhetes encontram-se já disponíveis para venda, com tipologia de bilhete diário, Pack Família, e passes de dois e de três dias.


O primeiro dia do Festival eco-consciente conta com a atuação do fenómeno brasileiro Teto. O rapper é considerado o grande responsável pelo crescimento do Trap no Brasil e um verdadeiro caso de sucesso viral que conquistou os quatro cantos do mundo. O segundo dia terá como cabeça de cartaz o artista português do momento, Slow J, que depois de editar o álbum "Afro Fado" esgotou duas noites na MEO Arena em tempo recorde. Já o último dia do festival será encerrado ao som da grande voz de Portugal: Mariza.


Realizado na zona ribeirinha de Portimão, um destino de eleição para férias, o Festival Mar Me Quer tem um verdadeiro compromisso entre a música e a sustentabilidade, sendo um exemplo de como a música e o meio ambiente podem coexistir em harmonia. O festival não só celebra a diversidade musical como também enfatiza a importância do desenvolvimento local e da descentralização cultural, promovendo o Algarve como um centro de inovação e compromisso ambiental.


Em 2024, o festival dá continuidade ao compromisso, desde a sua primeira edição, com a promoção da proteção do meio ambiente, como mote para que cada vez mais pessoas contribuam para a sustentabilidade local e global. A decoração do recinto, continuará a ser desenvolvida por artistas plásticos com a utilização de materiais reciclados provenientes do mar, alertando para a urgência da mudança e da adoção de práticas sustentáveis. Há o compromisso de minimizar os gastos energéticos, incorporando energia de fontes renováveis na iluminação, no transporte e na produção de energia, bem como a implementação de dispositivos mais eficientes; a redução do consumo hídrico através do uso de equipamentos e dispositivos eficientes; a disponibilização de pontos de separação de resíduos e recolha seletiva de resíduos, incluindo os de fração biodegradável; entre tantas outras iniciativas que tornam estes três dias um verdadeiro exemplo de como se pode aliar a cultura à promoção da sustentabilidade.


O Mar Me Quer estima um impacto económico resultante dos três dias de Festival para 2024 de cerca de 3.000.000 euros, entre receitas de alojamento e de restauração para a região do Algarve, com uma estimativa de trinta e seis mil dormidas de 08 a 10 de agosto. Mar Me Quer é já um dos grandes marcos culturais da região do Algarve e promete em 2024, nos dias 08, 09 e 10 de agosto celebrar de forma única a cultura e a sustentabilidade.


Os bilhetes podem ser adquiridos na MEO Blueticket e variam entre 15€ (bilhetes diários) e 35€ (passe de três dias). Há também a opção bilhete diário "Pack Família" para quatro pessoas com o custo de 45€ e passe de dois dias, por 25€. O Festival Mar Me Quer conta com o apoio da Câmara Municipal de Portimão, do Continente, da Região de Turismo do Algarve, do Licor Beirão e da Sagres.

Comments


bottom of page