top of page
Buscar
  • Foto do escritorAlvor FM

Nirvana lançam reedição em vários formatos do álbum ''In Utero''


Dizer que o terceiro e último álbum de estúdio dos Nirvana, "In Utero", foi um dos discos mais impactantes da era moderna, seria um eufemismo. Lançado originalmente a 21 de setembro de 1993, a crueza sonora sem adornos de "In Utero" foi recebida por críticos e fãs com medidas iguais de choque e euforia, enquanto a gravação de Steve Albini expunha todas as nuances primordiais do material mais conflituoso, porém vulnerável, de Kurt Cobain, Krist Novoselic e Dave Grohl. E com o seu antecessor de 1991, "Nevermind", tendo vendido cerca de 30 milhões de cópias e causando uma mudança cultural pop sísmica, "In Utero" foi essencialmente o primeiro disco que os Nirvana criaram sob a expectativa do público. Assim, desde as melodias quase confusas do tema de abertura, "Serve The Servants", até aos acordes agridoces do tema encerramento, "All Apologies", "In Utero" foi o som da força musical mais incrível, porém conflituosa, da época, no auge das suas forças, chegando a um acordo como porta-voz geracional que eles nunca imaginaram ser - e, finalmente, superando essas lutas para fazer o disco que precisavam de fazer.

"In Utero" foi o primeiro álbum dos Nirvana a atingir o #1 do top Billboard 200 e conquistou 6 Platinas nos EUA.

A Geffen/UMe celebra o 30.º aniversário de "In Utero" com reedições em vários formatos, chegando a 27 de outubro de 2023. Os formatos incluem uma caixa Super Deluxe de 8 LPs de edição limitada, uma caixa Super Deluxe de 5 CDs, 1 LP + 10", 2 CDs de Edição Deluxe e uma edição Digital Super Deluxe.

"In Utero: 30th Anniversary" dos Nirvana estará disponível em pré-venda na FNAC dia 8 de setembro.

Os três lançamentos da Super Deluxe Edition compreendem um total de 72 faixas, sendo 53 faixas inéditas. Entre o material inédito, estão incluídos dois concertos completos da era "In Utero", nomeadamente "Live In Los Angeles" (1993) e o último concerto da banda em Seattle, "Live In Seattle" (1994), além de seis faixas bónus ao vivo gravadas em Roma, Springfield e Nova Iorque. O produtor e engenheiro de Seattle, Jack Endino - que dirigiu o álbum de estreia da banda em 1988, "Bleach" - reconstruiu as faixas ao vivo a partir das gravações analógicas para a reedição deste ano. Além disso, as doze canções originais de "In Utero", juntamente com cinco temas bónus e lados B, foram recentemente remasterizados a partir das gravações analógicas originais por Bob Weston dos Chicago Mastering Services – que ajudou Albini como o único outro engenheiro de som nas sessões originais.

As caixas físicas da Super Deluxe Edition também incluem um painel frontal removível de acrílico com o icónico Anjo do álbum; um livro de capa dura de 48 páginas com fotos inéditas; uma fanzine de 20 páginas; uma litografia do póster da digressão de Los Angeles da autoria do artista hot rod Coop; três folhetos de concertos; dois bilhetes dos concertos de Los Angeles e Seattle; quatro passes para os bastidores: imprensa, foto, pós-concerto e equipa local, entre outras surpresas.

Os Nirvana gravaram "In Utero" ao longo de seis dias em fevereiro de 1993 no Pachyderm Studio em Cannon Falls com Albini. Retrospetivamente, a Pitchfork classificou-o com uma rara pontuação perfeita de "10,0" e escreveu: "'In Utero' é o tipo de choque doloroso que, paradoxalmente, reforça a sensação fortalecedora de nos sentirmos vivos". Após o seu lançamento em 1993, David Fricke escreveu na Rolling Stone: "'In Utero' é muitas coisas – brilhante, corrosivo, enfurecido e atencioso, a maioria delas ao mesmo tempo. Mas mais do que tudo, é um triunfo da vontade."




Comments


bottom of page