top of page
Buscar
  • Foto do escritorAlvor FM

MADNESS anunciam álbum ''Theatre Of The Absurd Presents C’Est La Vie''


Madness, uma das bandas britânicas mais agraciadas do Reino Unido, anuncia o lançamento do 13º álbum, Theatre Of the Absurd Presents C'Est La Vie. Passados 7 anos, desde o seu último trabalho, o aguardado álbum será lançado no próximo dia 17 de novembro, via BMG.

Depois de estrear na Zoe Ball's Radio 2 Breakfast Show, o single C'Est La Vie está disponível e o qual desvenda um pouco o que vai ser o álbum. Com uma estranha sensação no ar, este trabalho é um reflexo dos perigos da vida quotidiana. De acordo com o compositor e teclista Mike 'Barso' Barson, a faixa que dá título ao álbum é "sobre estes tempos loucos em que vivemos atualmente, e ao facto de apenas querer ficar no meu barco para não fazer parte desta loucura. Mas é verdade que, sou membro de uma banda chamada Madness. Talvez o nome ideal fosse "Sanidade".

Após alguns anos, durante os quais a banda se fragmentou, os Madness reuniram-se no início do ano num complexo industrial em Cricklewood, onde Suggs, Mark, Chrissy Boy, Mike, Lee e Woody perceberam que o que os unia era bem maior do que aquilo que os dividia. Emergiram com mais energia e revigorados, com um novo impulso no seu louco passo, e o resultado foi a mais harmoniosa experiência que tiveram até o momento. Pela primeira vez, um novo álbum foi lançado e todos concordaram. Theatre Of The Absurd Presents C'Est La Vie é o álbum de estreia da banda com produção própria, tendo trabalhado ao lado do engenheiro de som e mixer Matt Galsbey (Ed Sheeran, Maisie Peters, Rag'N'Bone Man).

O conceito que está por detrás de Theatre Of The Absurd Presents C'Est La Vie é "let Madness be Madness". O resultado é um álbum tipicamente de brilho atemporal, mas que também reflete os anos instáveis da sua criação. Estas 14 canções representam a nata da coleção abundante de músicas que o grupo preparou, e que se reduziram a este grupo enérgico e focado. Há momentos de excelência de um estilo pop cativante (o carrossel sedutor e agridoce do baterista Daniel 'Woody' Woodgate's em Round We Go, e o hino anárquico que talvez justifique uma paranoia de Chrissy-Boy's em Run For Your Life), sendo o álbum completado com duas das melhores composições de Suggs.

Um prólogo muito especial de Martin Freeman, vencedor de prémios Emmy e BAFTA. Um fã de longa data, que se relacionou com a banda quando o manager o identificou numa fila de meet & greet e o apresentou aos membros.

O álbum estará disponível em vinil duplo e CD e uma edição limitada em vinil de cristal. A loja oficial oferece formatos exclusivos – uma edição limitada de um disco com imagem dupla de um zootrópio, para além de cassetes e produtos de merchandising.

Sobre o álbum, o grupo referiu "Bem, bem, bem, aqui estamos. O nosso 13º álbum (sorte para alguns) Theatre Of the Absurd Presents C'Est La Vie está pronto para ser escutado. Para nós, gravá-lo foi o antídoto perfeito para o caos dos últimos anos - estávamos todos lá, na zona. Éramos só nós, numa unidade industrial em Cricklewood, a jogar, juntos. Adorámos!".

Os Madness emergiram emergiu das ruas de Camden Town no final dos anos 70 e lançou recentemente uma série documental com o canal de TV AMC, sobre o início da banda. Before We Was We, Madness by Madness, crónicas que narram a ascensão de uma das bandas mais agraciadas pela cultura britânica.

Ao longo da sua carreira, Madness tiveram 10 álbuns no Top10 no Reino Unido e ganhou uma infinidade de prémios, incluindo o prestigiado Ivor Novello. Atuaram no Palácio de Buckingham fazendo parte das celebrações do Jubileu da Rainha e estabeleceram o recorde de maior audiência de todos os tempos na transmissão no BBC's Live New Year's Eve Broadcast - o evento musical de TV com mais audiência, em 2018. Um dos mais duradouros espetáculos ao vivo que o Reino Unido oferece, onde todos celebram os altos e baixos da vida e onde todos continuam a querer assistir, atraindo novas gerações de fans de todos os quadrantes.


BMG


Comentarios


bottom of page