• Alvor FM

Julinho KSD apresenta ''Sabi Na Sabura''


"Sabi Na Sabura" é o nome do novo single de Julinho KSD. Significa algo como "estar bem na vida", expressão que traduz um contentamento natural quando se trabalha para alcançar um objetivo.


O tema carrega o balanço tropical da herança cultural cabo-verdiana que ajuda a definir a experiência de Julinho, que mesmo tendo nascido em Portugal conheceu desde a infância o embalo dos sons do país de origem dos seus progenitores, conta com produção do próprio Julinho e ainda de Fumaxa e de Rubik, peças importantes de uma máquina de precisão que inclui ainda nomes como Migz e também Here's Johnny que ajudam a fazer da música de Julinho KSD uma das mais originais e contagiantes do nosso presente. E é essa originalidade que explica o sucesso, os milhões de plays, a adoração de um público incondicional. Claro que Julinho KSD não poderia dizer outra coisa neste momento: "Sabi Na Sabura". Mesmo.

Julinho KSD. O nome traduz aquela familiaridade do bairro, o diminutivo que indica uma ideia de inocência e de harmonia, conquistado quando a idade adulta é ainda uma miragem distante e toda a gente reconhece a mais alegre criança como membro de uma determinada comunidade. A de Julinho é a do Casal de São José, um dos lugares na linha de Sintra, às portas de Lisboa, onde de há uns anos a esta parte se começou a desenhar um novo pulsar, uma nova cadência para a nossa música mais popular. Aquela que conquista espaço de airplay nas rádios, que escala as mais importantes playlists e que se traduz em aplausos nos concertos e platinas na parede. Muitas platinas.

A música de Julinho KSD parece, de facto, rimar com platina, galardões que tem vindo a colecionar desde o seu primeiro "hit", "Sentimento Safari" (4 platinas), e que não mais parou de acumular graças ao impacto de bangers como "Vivi Good (3 platinas), "Hoji N'ka Ta Rola (3 platinas), "Hoji em Sa Tá Vivi" (duas platinas), "Conclusão", "Mama Ta Xinti" ou "Stunka" (todas platina). Os números não têm parado de crescer, precisamente porque houve uma geração que descobriu em Julinho KSD um eco da sua própria identidade, um artista que coloca nas suas rimas, no seu uso do crioulo, nos ritmos que escolhe para cantar, toda uma vivência em que muitos se reconhecem ou com que se identificam.

O novo single de Julinho KSD é mais um passo na direção do seu muito aguardado álbum, uma declaração de séria maturidade artística que vai, certamente, deixar marca funda no calendário musical nacional.