top of page
Buscar
  • Foto do escritorAlvor FM

Joana Alegre edita ''Um Só Dia'', álbum-homenagem à poesia cantada de Manuel Alegre


Joana Alegre editou recentemente nas plataformas digitais e em formato físico o álbum "Um Só Dia", uma homenagem à poesia cantada de Manuel Alegre. O projeto inclui os temas inéditos da cantora e compositora, musicados a partir da poesia do pai, e conta com as participações de Agir, Ana Bacalhau, Camané, Cristina Branco, Jorge Palma e Vicente Palma.

Com curadoria de Joana Alegre, esta celebração teve início em 2021, com um primeiro espetáculo no Teatro São Luiz, em Lisboa. Com novos arranjos sob a direção musical de André Santos, "Um Só Dia" juntou em palco grandes nomes da música portuguesa na reinterpretação de célebres temas como 'Uma Flor de Verde Pinho', 'Corpo Renascido' ou 'Trova do Vento que Passa'.

Este disco é "uma homenagem e celebração dos 85 anos de vida e poesia cantada de Manuel Alegre, através do tempo e entre gerações", refere Joana Alegre. A ideia começou a ser desenvolvida em plena pandemia quando, "na saudade e solidão, o poema 'Lisboa Ainda' juntou músicos à distância, e essa semente motivou a vontade de um projeto maior que recuperasse grandes canções, juntando novas, em arranjos contemporâneos e a participação generosa de grandes nomes da música portuguesa. Fica agora materializada em álbum esta força agregadora da poesia que se fez música, na partilha entre todos os que se juntaram para cantar e ouvir cantar o poeta", completa a artista.

Dos vários concertos ao vivo para o estúdio de gravação, o álbum "Um Só Dia" materializa momentos únicos como 'Poemarma', dueto de Joana Alegre e Vicente Palma; 'Corpo Renascido', na voz de Ana Bacalhau; e 'Uma Flor de Verde Pinho', interpretado por Agir. Do alinhamento do disco consta, também, um tema ao vivo no Teatro São Luiz: 'Trova do Vento Que Passa', que junta Agir, Ana Bacalhau, Camané, Cristina Branco, Jorge Palma e Joana Alegre.




Comentarios


bottom of page