top of page
Buscar
  • Alvor FM

Fim de ano leva mais de 150 mil pessoas à praia dos pescadores em Albufeira


Após dois anos de interregno, devido à pandemia, Albufeira continua a ser o destino preferido de milhares de famílias para as Comemorações de Fim de Ano.


Este ano, a Praça dos Pescadores recebeu mais de 150 mil pessoas, entre residentes e visitantes de concelhos vizinhos e de outros pontos do País, que escolheram o idílico cenário junto ao mar para se despedirem de 2022 e darem as boas-vindas a 2023, com o "Albufeira Carpe Nox".


Quatro elementos da natureza: mar, terra, ar e fogo foram a conjugação perfeita para o último dia do ano. No palco da Praça dos Pescadores ouviu-se música portuguesa, num espetáculo que juntou Rui Veloso, o "Pai do Rock Português", ao talento incontornável de Tatanka, numa performance inédita.

Às 00h00, a contagem decrescente fez-se a partir do palco com uma composição musical do DJ Gualter, que marcou o momento piromusical aquático e a coreografia aérea de Skydive com luz e pirotecnia, num espetáculo inédito na Europa e que recebeu os aplausos dos milhares de pessoas que se concentraram no local.

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira refere que o programa de Fim de Ano já é uma marca reconhecida a nível nacional e internacional, sendo uma das grandes apostas do Município nesta época do ano. "Este é um dos grandes cartazes turísticos de Albufeira, um investimento que, durante a época baixa, contribui para dinamizar a economia do concelho durante quatro dias, com um programa diversificado para agradar a todos os gostos. Refira-se que, à semelhança de outros anos, para além do grande concerto de Fim de Ano, a programação incluiu o programa Paderne Medieval e o festival de humor Solrir. Paralelamente à qualidade do programa, José Carlos Rolo sublinha, igualmente, as questões de segurança. "Albufeira é um destino seguro e o programa de Fim de Ano, ao reunir milhares de pessoas no mesmo local, num dia que normalmente é de muitos excessos, é um bom exemplo a destacar. Não foram registadas ocorrências significativas, isto graças à excelente coordenação de esforços entre as várias forças no terreno, nomeadamente GNR, Bombeiros Voluntários de Albufeira, Cruz Vermelha Portuguesa, Serviço Municipal de Proteção Civil, Polícia Municipal, Delegação Marítima e Associação de Nadadores Salvadores de Albufeira".


A programação de Fim de Ano começou no dia 29 de dezembro, com o Paderne Medieval, que se prolongou até dia 1 de janeiro. Cerca de 15 mil pessoas rumaram à aldeia mais típica do concelho, recentemente classificada como "Aldeia de Portugal", que todos os anos, por esta altura, recua ao século XIV, transformando-se numa verdadeira montra da história e etnografia, onde não faltou o mercado tradicional, arruadas, cortejos, teatro de fogo, leilões, concertos, recriações históricas, demonstrações de artes e ofícios e gastronomia.


O Paderne Medieval, que já vai na 14ª edição, é dos eventos aguardados com grande expectativa pelas gentes do concelho, com destaque para os residentes de Paderne, que todos os anos marcam presença no certame, para recordar costumes e tradições, cujo ponto alto passa pela recriação da entrega da Carta de Doação do Castelo de Paderne à Ordem de Avis, seguido do Cortejo Régio pelas ruas da povoação.


José Carlos Rolo realça a importância da iniciativa. "Trata-se de uma aposta ganha na promoção de Paderne", afirma o autarca. "Durante quatro dias esta localidade do barrocal algarvio fervilha de vida e de animação e o seu nome vai mais longe através da transmissão em direto no programa da TVI "Somos Portugal", durante seis horas, com entrevistas a personalidades e reportagens sobre Paderne e o concelho de Albufeira".


Nada melhor para terminar o ano, que uma boa dose de humor com o Solrir, que decorreu de 30 de dezembro a 1 de janeiro, no Palácio de Congressos do Algarve, nos Salgados com Eduardo Madeira, Luís Filipe Borges e Vasco Correia, no primeiro dia, e Hugo Sousa e Abdias Melo, no primeiro dia do ano.

C.M. Albufeira | Foto:D.R.




bottom of page