top of page
Buscar
  • Foto do escritorAlvor FM

Festas do Pescador regressam a Albufeira para três dias de muita animação


Todos os anos no primeiro fim-de-semana de setembro, a comunidade albufeirense volta a reunir-se na Praça dos Pescadores para mais uma edição da Festa mais aguardada do ano. O local transforma-se num imenso arraial durante três dias (1,2 e 3 de setembro), reunindo residentes e turistas num animado convívio, onde as associações locais “oferecem” o melhor da gastronomia regional com petiscos para todos os gostos. Aqui, os visitantes encontram desde o xerém, aos choquinhos com tinta, marisco variado, carapaus alimados, feijoada de búzios, cataplana, caldeirada de peixe e a tão afamada doçaria regional, com destaque para os dom-rodrigo e os bolos de figo, de amêndoa e de alfarroba - uma verdadeira festa para o paladar.


O presidente da Câmara Municipal de Albufeira refere que esta é a 24ª edição das Festas do Pescador “para o próximo ano assinalamos as bodas de prata com um programa ainda mais forte”. José Carlos Rolo sublinha “que se trata de um dos eventos mais acarinhados pela comunidade albufeirense, o qual aposta na recuperação das nossas raízes e identidade, mantendo viva as tradições da terra”. O autarca realça, também, que este é um momento muito importante para reunir a comunidade e para mostrar a quem nos visita um pouco da História do concelho e o orgulho que sentimos em homenagear os nossos pescadores, a gente da terra e a gastronomia tradicional”.


As Festas abrem portas no dia 1, pelas 18h00, com uma visita ao certame do presidente da Câmara, acompanhado por elementos da vereação e alguns representantes de diversas entidades locais.


À noite, todas as atenções voltam-se para o palco, que recebe os Adiafa, embaixadores da música tradicional alentejana. A Albufeira trazem o álbum “Adiafa – 25 Anos” (2023), que revisita temas celebrizados pelo grupo como a “Feira de Castro”, mas também novas canções de autor, como “Arre Burro”. O disco abre com uma nova versão do tema “As meninas da Ribeira do Sado”, músicas que prometem por todos a cantar entusiasticamente. A primeira parte do espetáculo fica à responsabilidade da banda albufeirense Duo 64.


No sábado, dia 2, a Festa é dedicada ao Festival de Folclore de Albufeira, um evento que dá destaque à riqueza dos trajes, das danças e dos cantares mais genuínos dos ranchos provenientes de vários pontos do País. A atuar vão estar o Rancho Folclórico de Albufeira, Rancho Folclórico Danças e Cantares de Campelos (Torres Vedras), Rancho Folclórico “As Mondadeiras” de Casa Branca (Sousel) e o Grupo Folclórico e Etnográfico de Almagreira (Pombal).


No domingo, dia 3, Tomás Faísca assume a primeira parte do espetáculo da noite, com um reportório de música popular portuguesa, que fecha com José Malhoa. Cantor de música popular, recordista de vendas em Portugal com mais de 3 milhões de discos vendidos, o artista deve brindar o público com alguns dos seus temas mais conhecidos, onde certamente não irá faltar “Morena Kuduro”, “Ela Queria Três” e “Carimbó de José Malhoa”, entre outros êxitos.


Este ano, pela primeira vez, realiza-se um espetáculo de videomapping, dedicado à temática do mar. Entre o espetáculo de abertura e o artista principal haverá sempre uma projeção com som. Paralelamente, no horário em que não há espetáculos, o videomapping decorre sem som até hora de encerramento do certame.

C.M. Albufeira


Comments


bottom of page