top of page
Buscar
  • Foto do escritorAlvor FM

“A Nossa Cultura” volta a sair à rua na Mexilhoeira Grande a 7 de outubro


No próximo dia 7 de outubro, “A Nossa Cultura Sai à Rua” na Mexilhoeira Grande, divulgando mais uma vez os usos e costumes desta freguesia do concelho de Portimão, com destaque para a música, a gastronomia e a divulgação dos saberes de antigamente.


Ao longo da nona edição desta festa popular, serão diversos os momentos performativos, que estimularão o público a interagir e a conhecer práticas sustentáveis utilizadas no meio rural.


A associação In Loco é parceira do evento, no âmbito do projeto Rota da Dieta Mediterrânica, que pretende apoiar os municípios e os seus operadores económicos a estruturar uma oferta turística durante a época baixa, tendo por base a identidade cultural da bacia do Mediterrâneo, por via da ligação entre os territórios do litoral e do interior.


Neste âmbito, decorrerá uma demonstração gastronómica inspirada nos sabores antigos, mas com alguns toques de modernidade, pelo ‘chef’ Rui Palma, havendo igualmente oficinas de experimentação de peças em trapilhos, pelas utentes do lar de S. José, Glória Candeias e Maria Heitor, e de produção de um cucharrinho (pequena colher), no decurso da qual será possível saber mais sobre o mundo da cortiça, com o artesão Adelino Correia.


Outra colaboração ativa será da responsabilidade da Quinta Pedagógica de Portimão e da Biblioteca Municipal Manuel Teixeira Gomes, com a iniciativa “A Biblioteca e a Quinta de Mãos Dadas pela Sustentabilidade”, que chamará a atenção para a importância da diversidade biológica no meio rural e dos ecossistemas equilibrados e saudáveis.


Muita música popular


A nível musical, destaque para os cantares preparados pelas senhoras da Associação Cultural e Recreativa Alvorense, estando marcada para as 16h30 a atuação do Grupo de Cantares Mexilhoeirense, que ensinará cantigas tradicionais, e agendado para as 18h15 o espetáculo de dança em formato digital “Milho-Rei”, no qual a associação Dancenema retrata o património cultural e as artes e ofícios rurais do concelho de Portimão, na forma de coreografias de dança contemporânea.


Seguir-se-á o Rancho Folclórico da Figueira, pelas 19h00, que vai desafiar os presentes a entrar na roda e a dar um pezinho de dança, ao passo que às 21h00 terá início o concerto do duo Recanto, cujo repertório assenta na recolha e pesquisa de músicas tradicionais europeias usadas nas suas recriações históricas, particularmente o folclore português.


Após um momento teatral a cargo de João Bota, mentor do TIPO - Teatro Infantil de Portimão, a noite encerrará com a tradicional desfolhada à moda antiga, ao som das concertinas de António Barata e Xico Marques, a que se segue baile animado por André Gonçalves.


Apresentação do projeto “A Nossa Cultura Sai à Rua”


Com o apoio de entidades como a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve e a Associação In Loco, o Museu de Portimão irá apresentar o projeto de criação e atribuição do rótulo “A Nossa Cultura Sai à Rua” a alguns produtos locais de feição rural, como forma de reforçar o conhecimento, valorização e sustentabilidade das produções mexilhoeirenses, dos seus saberes, paisagens, histórias e gentes.


Porque o património local deve ser conservado e perpetuado, é objetivo do projeto contribuir para a valorização da oferta de produtos endógenos, através da criação de redes locais de promoção de conhecimento e inovação, sem esquecer a respetiva divulgação em circuitos de comercialização curtos, como mercados municipais, mercearias, postos de informação turística, entre outros.


“A Nossa Cultura Sai à Rua” é uma organização da Câmara Municipal de Portimão, com produção e implementação do Museu de Portimão e da Junta de Freguesia da Mexilhoeira Grande, este ano em parceria com a Associação In Loco.


A programação conta ainda com as parcerias das associações locais Grão de Areia, Sociedade Recreativa Figueirense, e Clube de Instrução e Recreio Mexilhoeirense, bem como da Paróquia da Nossa Senhora da Assunção da Mexilhoeira Grande e da Santa Casa da Misericórdia da Mexilhoeira Grande, além do apoio de toda a comunidade, particulares e comerciantes, que se envolvem, participam e contribuem ativamente para o sucesso da iniciativa.

CMP | Foto:D.R.



bottom of page